Ela.

TUM_4746facebook

Ouvi uma coisa engraçada na colação da minha irmã que me fez pensar e voltar aqui pra tirar a teia desse pobre blog. Uma das outras mães veio cumprimentar a gente e disse pra mim algo do tipo: que irmão exemplar, o meu outro filho não veio ver a irmã, está em outra festa. Sem desrespeito ao outro irmão – tenho certeza que era uma festa que não podia mesmo faltar –, mas ir a colação da irmã mais nova representa ser um bom irmão?! Na minha cabeça, era o mínimo que eu poderia fazer – eu jamais deixaria de participar de um momento como esse. Só fico em dúvida pois não sei se todos os irmãos no mundo são como a minha, que torna esse momento mais que uma obrigação: estar ali era um prazer enorme.

Já ouvi milhares de vezes que minha irmã é uma cópia minha, mas não é verdade. O cara lá de cima olhou meu molde enquanto planejava o dela e disse pra si: dá pra fazer muito melhor – e fez. Fez uma versão trinta vezes melhor, mas manteve a nossa essência igual. Provavelmente, pra ter certeza que eu me visse dentro dela e a gente tivesse uma conexão como nenhuma outra. Pra ter certeza que, quando eu olhasse no fundo dos olhos dela, tivesse a certeza que minha vida jamais seria a mesma sem ela. Talvez fosse pra ter certeza que uma das maiores metas da minha vida fosse fazer que ela sempre soltasse uma gargalhada sonora de vez em quando. Ou talvez pra que eu me preparasse psicologicamente e guardasse conselhos suficientes dentro de mim para que ela pudesse vir se confortar, sempre que fosse preciso – mesmo que essas conversas hoje, não sejam tão frequentes quanto poderiam ser. Não sei se a intenção foi essa, mas o resultado desse molde parecido foi que eu tive a certeza que minha metade será, independente do que o futuro nos espera, sempre ela. Amor de irmão não tem igual, mas como o nosso, aparentemente, está quase em extinção.

Desde pequena insuportável, desde pequena brilhante. Todas as aprovações em faculdades que vem aparecendo não me surpreendem em nada. Irmã, você é, sempre foi e sempre será meu maior orgulho. Minha companhia favorita, minha babaquinha predileta. Aquela que me atura desde sempre, sempre com um sorriso no rosto (ou uma resposta malcriada que eu sempre penso como não pensei antes). Me conhece como poucos, me inspira como quase ninguém. Parabéns, criança, você merece todo o sucesso e muito mais, por ser a melhor irmã que alguém pode ter, sem nem tentar. Essa etapa é apenas o começo de uma vida maravilhosa. Te amo muito, minha eterna criança, minha cópia melhorada, minha vida. Sei que você mira a presidência, mas let’s take over the whole fucking world, shall we?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s